8 de maio de 2010

Dia de mãe



Ninguém escapa.É um dia comemorado por filhos, filhos dos filhos,pais que já viraram filhos.Não importa o apelo comercial da data ( se dar presente é opção, pra que criticar? ).O dia é um pretexto para estar com ela de qualquer jeito : em pessoa, no pensamento , pela ausência dela. Dar e receber o afeto bumerangue que conforta e protege.

Um beijo para todas aquelas que repetiram o modelo recebido,ou que o rechaçaram. Para as que ainda aprendem ( ou relembram )o ofício ou com doutorado na função.Para as generosas, controladoras, alegres e até manipuladoras. Tudo vale quando se aceita o desafio de amar de forma tão intensa que chega a doer.

Beijo para todas nós.

2 comentários:

Jacinta Dantas disse...

É Cris,
não sou mãe, Sou filha, mas mesmo não experimentando esse jeito de amar, eu o entendo como o que pode ser chamado de Amor Incondicional

Márcia(clarinha) disse...

FELIZ DIA DAS MÃES!!!
Eu como boa mãe [sem modéstia mas com amor, rsss] de quatro homens [quatro noras e onze netos, ufa!] terei um dia cheio, rsss
beijos flor