28 de agosto de 2008

UP DATE - DOMINGO 31 DE AGOSTO

Amor vem de amor . Simples assim .Amizade idem . Relações de amor acontecem sempre quando as pessoas se entreolham e se decifram com leituras sensíveis "além casca".
Por conta disso faço dois agradecimentos: Dora - a "Mulher das letras" - como a chamo , pelo texto lindo a mim dedicado .
Ao querido professor Marcelo , a partir de hoje linkado também aquí com outro nick ( pela regra ele terá que se procurar ), pela publicação lá no seu espaço, da minha pretensão.

Obrigada de coração pela leitura que fizeram .Estou feliz pra caramba.
________________________________

MINHA TATU




Foi um ano especial. Acordei naquela manhã de sábado meio estranha.Era meu aniversário e o fato de chegar aos 50 me deixava inquieta, como se um novo ciclo de puberdade estivesse iniciando.Era cedo. Minha mãe , a Joca, minha melhor amiga e que mora em Curitiba , e o ex maridão ( nessa mesma ordem ) já haviam ligado antes das 7.00h, me dando tempo para, antes de sair da cama, fazer o costumeiro balanço dos tempos vividos.Bem e mal vividos .Idade nova, nova década,transição. Eu merecia um presente ousado. Eu me sentia ousada. Decidí fazer uma tatuagem.

Lembrava com saudade quando estivera em Barcelona e Lisboa , realizando o sonho de ver de perto os castelos medievais e tocá-los. Eles, que tanto me emocionavam através dos filmes , das fotos, da História .

Uma confissão : Sinto que em alguma vida passada eu tenha vivido num castelo e lá esperei, no alpendre e pela ultima vez , linda e faceira no meu vestido de seda enfeitado de peles preciosas sobre a grinolina mais fashion que eu tinha - em barbatanas e não em arame - o meu cavaleiro amado, que por ser homem era menos lindo e faceiro . Nós nos amávamos. Ele era elegante. Visitava-me sempre trajando calção curto e bufante costurado a meia-calça justa combinados ao gibão de linho com filetes roliços cruzados e abertos no peito , por onde eu acariciava seus músculos e gostava de deitar minha cabeça. Mas um dia ele não mais retornou, certamente vítima de alguma cilada enquanto atendia , solerte,os chamados de socorro de outra donzela atacada por algum dragão .Os dragões infernavam a vida das princesas puras e castas e meu cavaleiro não costumava perder a chance de viver mais uma aventura.
Continuamos a nos procurar pelos tempos.

Voltando à vaca fria .Eu precisava escolher um desenho . Sempre gostei de coisas personalizadas ,diferente dos outros, sob medida , sob história de vida . Ainda na cama lembrei-me de um castelo que rabisquei num guardanapo de papel almoçando em Barcelona . Eu o mantinha na bolsa como amuleto . - Será esse! , pensei, sem vacilo.

Armei-me de coragem e nem lembrei que tinha um pai siciliano de 76 anos . Saí de casa com o coração aos pulos. O "studio" ficava próximo a casa dos meus velhos.
Na fachada cores fortes, imagens tribais ,acenando-me que a tribo era outra, enfeitavam o local. Nome do estabelecimento ? "La Luna de Jesus " .
Entrei...

Continua em outro post.

Bom fim de semana, pessoal.

45 comentários:

Edu disse...

Oba!! Adorando a história!!! Conte-me(nos) tudo, logo!!!

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.


Ah, tá!
Você pediu pausa para os comerciais. E enquanto espero pela sua inspiração eu vasculho outros blogscanais aonde eu possa entrar, sentar e falar sobre o que eu tenha de "ouvir". É uma pena, pois na madrugada, quando eu voltar, talvez esse canal já esteja for do ar.

silvioafonso.





.

Jonice disse...

Lol... Kikote


Vamos por partes... como diria Jack the Ripper.


Então tá! I'll be back soon :)

Beijos

CRIS disse...

Tá, Dú , eu conto , como diria meu amigo poeta, na correria dos caramujos...

Beijo, Delícia.

CRIS disse...

Nem sempre, poeta.., Esse canal , por não contar com patrocínios, fica ligado 20 h por dia.

Até mais .

CRIS disse...

Certo, Joquita...

Por parte daquilo que inteiro faz nossa amizade ...

Helô disse...

Adorei o texto e como essa história eu vi e participei de atriz coadjuvante ... tem um sabor especial
Bj
Helô

adelaide amorim disse...

História boa, Cris. Demora a continuação? =)
Bjs, fim de semana dos bons.

Priks disse...

Uh Suspense...eu adoro!

Tb acho que fui princesa nao sei porque...hehehehehehehe mas nao quero mais vida de Castelo nao...

Mochila nas costas e conhecer Madri isto sim....hehehehehehehehe

Bom Findi Cris

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.



A cada dia eu me vejo mais plebeu que majestoso. Mais súdito que Imperador e mais pobre que pedinte. Todos, em cada momento foram Príncipes, Fadas, Faraós e majestades. Todos foram nobres e quem teriam sido os figurantes e a equipe de apoio deste longa-metragem, quem? Em 1970 o país comportava 90 milhões de brasileiros e na época do reino antigo, quantas pessoas povoavam a terra? Cinco milhões, dez, talvez cem, também não sei. Cada um dos sete bilhões que hoje habitam este planeta já foi Rei ou Fada. Sultão ou princesa e então eu me pergunto: Onde habitavam estas pessoas que a história não me deixou saber?
Ah, esqueçam a minha proposta. Eu sei que o tempo marcha implacavelmente levando com ele o meu siso e o meu juízo e, por entender que falo demais eu vou calando a minha boca antes que eu seja execrado neste cadafalso.

silvioafonso





,

Yvonne disse...

Não valeu, eu quero ver a continuação logo, viu mocinha?
Beijocas

Dora disse...

Você tem um castelo! Eu sempre imaginei seu jeito de ser assim mesmo: gosta de tudo personalizado. Eu vou postar um texto dedicado a você, porque eu tenho essa afinidade de gosto...
O texto é antigo. Então você verá que eu não "forcei a barra"...rs
Andar pela Europa e imaginar-se a donzela esperando o cavalheiro fez-me enxergá-la tão doce...
Beijos.
(Aguarde meu texto.Eu aguardo o final da história da tatu!! )
Dora

CRIS disse...

Helô, minha gafanhota...

Ainda bem que através do blog consegues perceber um lado mais light meu, que não a da chefa, não??

Obrigada por tudo.

Bj

CRIS disse...

Oi, Adelaide...

Estou me programando para postar sempre às segundas e quintas. Vamos ver se encaro uma regra , para o meu próprio bem..rsrsr

beijo, lindinha.

CRIS disse...

Oi, Priks, minha fofa...

passe antes em Barcelona ( Madri não conheço, fui na maior "marra" financeira ), o fervo acontece lá.

beijão.

CRIS disse...

Oi, poeta, seresteiro...

Execrado daquí? É ruim hein???Agora já sentirei saudades.

Imaginar não ofende, certo? Ser pobre também na imaginação eu não aguentaria , embora saiba que as fortunas estão em sítios nada físicos.

bj

CRIS disse...

Yvone...

Virá, linda, virá... Esse post não precisa ser criado, somente relatado, deverá ser mais fácil.

Beijo, linda.

CRIS disse...

Dora...

Tua sensibilidade te faz acertar . Sou doce sim , até mais que gostaria , mas também dura, menos que precisaria. Digamos assim, uma rapadura fashion.
Vou aguardar o texto com expectativa e já te agradeço pelo carinho.

ery roberto disse...

Hum! Confessional de tudo! Admiro apenas a coragem de quem decide e encara uma tatuagem. Embora hoje em dia esta arte tenha evoluído muito em sua temática, ainda está cheio de mau gosto por aí. Não consigo aceitar que algumas pessoas cometam exageros a ponto de uma verdadeira "pixação" corporal, sabendo de antemão que é uma coisa irreversível. A sua, no entanto, é delicada e tem um motivo personalizado, o que já muda o tom e deixa claro uma razão real pra você.

Querida, desculpe-me o período de certa ausência nos seus comentários. Ainda peno com a tentativa de solução de problema que você bem sabe e isto me consome demais. Mesmo assim, não deixo de visitar meus blogues favoritos, embora sempre saia com aquela impressão de ter sido meia-visita, pois gosto de marcar a presença com uma opinião sobre os textos.

Sei que tudo passa e que brevemente eu voltarei ao meu estado natural de leveza e sorriso que me faz voar.

Beijão.

Márcia(clarinha) disse...

Uau!
Que linda história, adoro tatuagens e fiz a minha primeira aos 48 anos num ato de coragem, ali rompi barreiras que eu mesma criei, fui livre.

Aguardo continuação...

lindo dia,flor
beijos

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.


Eu tenho verdadeira admiração por quem mata a cobra, mostra o pau, a picada da serpente e a conta do hospital. Sou seu fã e hóspede, mas não peça que eu vá embora, porque outros caminhos eu não saberia.

silvioafonso





.

CRIS disse...

Ery...

Cobrei você mesmo sabendo dos momentos pelos quais passa. Sou assim com quem não me é indiferente : brigo, reclamo a presença..rsrsr
Você sabe bem da minha torcida.Continuo. Vai dar tudo certo, você vai ver.

Beijão, meu lindo.

CRIS disse...

Oi, Marcia( clarinha)

As barreiras são tão da nossa autoria, não é?
Legal, vc já ter tatu , e pelo jeito mais que uma, não é??

CRIS disse...

Fica, meu poeta. A casa é tua, a porta estará sempre destrancada.

Bj

Rico B. disse...

Olha, Cris, se juntar estes eus últimos posts dão uma biografia. E divertida demais, hehehe. parece que a gente tá vivendo a cena com você.

Grace Olsson disse...

Cris,

sabe que não tenho coragem de tatuar meu corpo?Morro demedo de dor...kkkkk
Tenho uma sensibilidade terrível à ela.
Mas na verdade, amiga, eu não nasci pARA TER TATTOOS...
KKKKK
BEIJOS E DIAS FELIZES

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.


Minha querida Sofia, rainha Sofia.
As mulheres elegantes e cultas, de sangue nobre e preparadas desde a infância, algumas como Diana e Silvia foram exceções, para reinar sobre os plebeus, elas encantam ou encantaram com sua majestade e são alvo do interesse da Imprensa Internacional, da sociedade, da curiosidade e de estudos, como no meu caso. Ainda hoje elas reinam soberanas em países evoluídos como a Inglaterra, Suécia e outros que possuem suas altezas, seus palácios e castelos, jardins monumentais, guarda real e todo o grupo de criados e até o Brasil possui seus descendentes reais de D. João VI, os Orleães de Bragança e Bourbon que chegaram a ensaiar uma tentativa de volta ao poder em eleições recentes, inclusive eu votei à manutenção do sistema que perdura. Isto posto, só me resta beijar-lhe as mãos, minha rainha, princesa, ainda.

silvioafonso





.

CRIS disse...

Oi, Rico, meu lindo...

( Já te disse que muitas que me lêem me perguntam sobre o "moço bonito que comenta no teu blog?" rsrsr )

Olha, estou fazendo uma puta catarse com esses textos, viu?

Bj

CRIS disse...

Grace...

Quando prazer supera o medo, a coisa fica mais fácil.

Beijão, linda.

CRIS disse...

rsrsr, poeta, você vai me acostumar mal ainda. Fui princesa na infância, poeta , não por desejar, mas porque meus pais, duas crianças, queriam brincar com a boneca que, já naquele tempo, nem precisava apertar, já chorava...

beijo, lindo.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.



Acho, boneca, que até hoje, se apertar ela volta às lágrimas.

silvioafonso



.

Marcelo F. Carvalho disse...

Cris, outra das lindas literaturas que anda fazendo com o que marca na sua retina. Aliás, essa passagem é linda: "Os dragões infernavam a vida"...
___________________
Abraço forte!

Cris disse...

Poeta, você deve conhecer :

"...pessoas às vezes adoecem de gostar de palavra seca
palavra boa é palavra líquida
escorrendo em estado de lágrima

lágrima é dor derretida
dor endurecida é tumor
lágrima é alegria derretida
alegria endurecida é tumor
lágrima é raiva derretida
raiva endurecida é tumor
lágrima é pessoa derretida
pessoa endurecida é tumor
tempo endurecido é tumor
tempo derretido é poema."

Viviane Mosé

Cris disse...

Marcelo...

Super feliz com tua presença. E o comentário, então? Um estímulo enorme, você nem imagina .
Esses textos, Marcelo, são necessidade ( interior, minha, parece que "limpa" ) e prazer.

Beijo e obrigada.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.




Talvez eu conheça e não me lembre. Mas essa moça escreveu e apresentou, em 2005 ou 2006, o quadro "Ser ou não ser", acho que o nome é esse, no Fantástico, onde trazia temas de filosofia à nossa linguagem.

silvioafonso




.

Magui disse...

Está ficando ótimo.Romântico.

Yvonne disse...

Oi Cris, vim só para conferir se tinha a continuação. Um lindo domingo para você.
Beijocas

Dora disse...

Oi, Cris. Prazer em conhecê-la.
Nem sabe quanto!
Um beijo daqui...
Dora

CRIS disse...

Oi, Magui...

Já fazes parte da patota ( já não, demorou! )...rsrsr

beijo, garota.
(Romântica, eu? er... magina...)

CRIS disse...

Oi, Ivonne..

Logo,logo..., linda.. Gostou do teu nick?

CRIS disse...

Dora...

Igual, Dora, igual...

beijo, querida

LIno disse...

Cris:
Será que é isso mesmo? Não sei se é tudo isso, não. Mas se você está dizendo, então fica o nick.

Renato Couto disse...

Entrei (com licen�a), para elogiar o texto publicado l� no Prof. Marcelo, onde o Moacy Cirne disse o que havia a ser dito (no final do mesmo), mas (tamb�m) coloco aspas no pr�prio texto:
"Um texto sofisticadamente simples e atraente..."
Abra�os.

CRIS disse...

Lino...

É do tamanho da tua competência, ora bolas..

Bj

CRIS disse...

Renato...

Muito gentil teu comentário lá no blog do Professor. Te visitei também.E volto, pode apostar.

Beijão.