30 de maio de 2008

Projeto Incentivo à leitura (esqueça um livro)

Grandes idéias todos nós temos. Difícil é pô-las em prática.
O Masini não está de brincadeira. Ele não quer ser na blogosfera apenas mais um rostinho bonito.Quer fazer a diferença.

"Um livro não deve servir só para enfeitar sua estante. Ele é pra ser lido e, se possível, por várias pessoas. Mas muita gente ainda não tem acesso à leitura porque livros custam caros. Seus problemas acabaram, o Divã do Masini promove o projeto de cunho cultural Incentivo à leitura , esqueça um livro que vai dar aquela forcinha pra galera."
Informações AQUÍ .
Até a semana que vem, pessoal, bons dias de descanso e carinho ( com mais tempo ).
E não esqueçam de esquecer !
Beijo em cada bochecha.

UP DATE:Como eu havia dito no início desse novo blog , os links aí ao lado serão dinâmicos . As referências mudarão conforme meu sentir , conforme nossa interação. Procurem-se , portanto, muitos estão com "nicks" modificados. Beijos.

36 comentários:

Jonice disse...

Idéia boa pra dedéu!!!


:)

Helô disse...

essa eu to dentro!!!
adoro ler ...
Bjinhos

Cris disse...

Vamo que vamo começar com Curitiba, Joquinha? Depois tem que contar a experiência!

Beijão, querida.

Cris disse...

Minha pupila preferida !
Sei disso.

Até sábado ;)

CAntonio disse...

Uma ótima idéia.


GrandAbraço, Grandfimdisemana

Lumife disse...

Projecto interessante!

Bjs

Tânia Defensora disse...

Bacana essa brincadeira!
E inteligente é claro.
Amanhã passa lé em casa para receber um presentinho.
Abs

adelaide amorim disse...

De pleno acordo, Cris. Já estou semparando uns ou outros pra esquecer. Agora, tem uns e outros que eu não esqueço, não empresto nem muito menos dou pra ninguém. Certos livros me deixam mais avarenta que o tio Patinhas, porque tem que reler de vez em quando, são bons demais.
Mas a campanha é ótima, valeu mesmo.
Beijo beijo.

Cris disse...

Pra ti também , CAntonio. Com frio, chuva e festa! rsrsr.
beijão.

Cris disse...

Oi, Lumife querido

Nós , deste lado de cá, somos criativos na necessidade. só os governos que atrapalham.
beijo .

Cris disse...

Vou sim, Dra. Tânia. Vou amanhã sem falta. Adorei ter te encontrado na blogosfera, viu? Devo isso à Lola lindinha.

beijão.

Cris disse...

Isso é certo, Adelaide. sempre temos nossos favoritos ( livro ajuda a compor nossa história, não é? ) .
Viste que tua referência mudou?
Grande beijo, querida.

QuincasB disse...

perto de mim podem esquecer na boa o splendeurs et les misères des courtisanes, do balzac, claro, claro, pode ser na tradução da trinca fernandes-silveira&oliveira

Cris disse...

Sofisticado hein, Quincas? rsrsr Ainda bem que a necessidade do brasileiro está bem mais fácil de atender.Em bons sebos você pode encontrar balzac, não seja pão duro.
Au Revoir.

Rico B. disse...

Putz, que idéia bacana!

cris disse...

Rico...
Putz, que presença bacana!

Boa semana, lindo.

Divã do Masini disse...

Bom dia Cris!

Fico feliz por sua participação. É tão gostoso encontrar alguém que compartilha de um mesmo ideal.

Como já disse, essa é uma idéia antiga, que começou no sul do país. Aos poucos, pelo (nada)que sei, a coisa foi morrendo pelo caminho (não é fácil sustentar projetos culturais nesse "paizzzz").

Não sei bem como era a idéia original (as regras do projeto), fiz do meu jeito e estou apresentando a coisa na blogsfera, um ótimo multiplicador de conteúdo.

Se eu conseguir outros "culplices" tão animados como você, a idéia tomará proporções gigantes.

abraços e uma ótima semana!

edu disse...

Ai, que delícia eu ser delícia! :-) Tô me sentindo um potinho de Claybom Cremosa.

Seu comentário? Sei naum... tinha um num post anterior e nada na fila de spam.

Essa idéia é bacana, eu já a pratico com uma coisa que escrevo dentro do livro: "não estou perdido, estou viajando o mundo! me leva pra sua casa e depois me coloca de novo na estrada"

Beijo!

R.C disse...

Cris, exclente essa ideia, e o Jean Scharlau, ha muitos anos, tem um projeto similar, vale conferir tambem.

bjx

RF

LindaRê disse...

Preciso voltar a ler. Urgente!
Beijos

Cris disse...

DÚUU.... Não! Amendocrem cai melhor á tí.. é mais doce .Que legal voc~e já esquecer de um livro.. És um pioneiro, garoto -delícia.

beijocas. te gosto muito.

Cris disse...

Masini...

Fiquemos em contato. Viu so que já és link aquí? Em tempo recorde.Gosto de gente que faz.
Tô lendo tua coluna.

beijão, lindo.

Cris disse...

Legal a dica, Royzito. Vou lá conferir sim.
beijão.

Cris disse...

Lindinha Rê...

Já fui te visitar . Adoro tua genuína descontração e "insanidade"...rsrsr.

Beijo, querida

Paula Calixto disse...

Que iniciativa legal!!!

[Re]ciclar é preciso até nas estantes de dentro e de fora.

Beijocas.

Cris disse...

Paulinha , minha linda ( queria estar em maceió só para conversar de vez em quando contigo ).
Já falei que adoro psicólogos?
Beijo grande, querida.

sandra camurça disse...

Boa iniciativa,essa!
Gostei de "não esqueçam de esquecer",
esquecer é tão importante quanto lembrar, né?
Ah, ainda bem que continuo sendo a provocação colorida, rsrs.
Beijos.

jorginho da hora disse...

Em primeiro lugar, gostei muito do
nome que tu deste ao meu link. quanto a essa iniciativa aí, é de fundamental importancia. Cultura para todos.

ery roberto disse...

Cris, a idéia do Masini é genial e deve ser levada adiante. Aqui em Curitiba existem muitos projetos do gênero. Nos cafés da Boca Maldita e em outros próximos ao Teatro Guaíra, até em restaurantes, a gente encontra muitos livros "esquecidos" assim. Acho que isto é um ato de cidadania. Muito legal.

Querida, eu sou "Confiança"?! Que distinção! Amei. Coraçãozinho agradece. Beijões.

Cris disse...

Oi, San (dra). Gosto de chamar as pessoas de um jeito diferente que a maioria chama, tá bom?

Sim, ainda és a provocação colorida ... e do bem .
Bj

Cris disse...

Jorgito...

Naõ dá para te separar do humor nem da tua arte, se bem que as vezes brincas sério demais...rsrsr

beijo.

Cris disse...

quERYdo ...

Confiança é bom ter, melhor ainda terem em nós...Também gosto.

Boa semana, amigo . Beijo pro cê.

Regina Ramão disse...

Cris:
H� uns anos atr�s, minha tia, que � escritora, me deu a id�ia de 'esquecer' algum livro por a�. O seu clube liter�rio estava incentivando esta atitude. Depois disso j� esqueci alguns livros por a�. Costumo colocar a data em que terminei de l�-lo na contracapa e um recadinho para a pessoa que encontr�-lo passar adiante, colocando tamb�m a data e alguma mensagem.

Cultivo uma id�ia maluca de que algum dia ainda reencontrarei um destes livros perdidos por a� em um banco de pra�a, no metr� no orelh�o, sei l�.

beijo
Re

Jens disse...

Oi Cris.
Com entusiasmo, apoio a iniciativa. Já fizeram aqui em POA. Num determinado dia o pessoal "esquecia" livros nos ônibus, praças e parques da cidade. Eu participei. Munido de um grande embornal de couro sai pelas ruas do meu adorado Portinho recolhendo as obras literárias. Depois vendi tudo para um sebo. Com a verba arrecadada patrocinei um regabofe no falecido Bar do Nereu. Valeu. Peço que me informam dia e locais em que a promoção acontecerá novamente. Eu quero é festa.
Um beijo.

Cris disse...

Nada é impossível nesse mundão véio sem porteira, Re...Além de tudo redondo, sem esquinas.A chance de encontrares os livros é grande..mas também, pra quê? rsrsr

beijaço minha querida.

Cris disse...

Jeans...

Lendo-te me lembro ( não sei por que) do Erasmo Carlos : "Mas eu tenho que manter a minha fama de mau...!" rsrsr. Via das dúvidas vou orientar o pessoal para não divulgar os endereços dos esquecimentos.
Em tempo: O bar do Nereu não faleceu? rima negra...
Ósculos meus.