18 de março de 2010

Falei dele aquí em 2008, quando um AVC cruzou seu caminho. Hoje me diz que procura entender a razão - porque sempre há. E geralmente nossa conversa desemboca no aprendizado , no aperfeiçoamento do nosso espírito através das nossas existências. Já foi comentador assíduo aquí no blog nos tempos do "Doutroladodomar" como "Castanheira do nordeste", quando -pra variar- polemizava com meus amigos portugueses.
De lá para cá ele continua mexendo com a mesmice das pessoas - mesmo quando não quer ;Sua presença forte provoca, seu papo inteligente instiga. Dizer que é meu melhor amigo seria injustiça com os demais (poucos) amigos. Digamos que ele é o mais sábio e porisso o mais complexo.
Após escrever peças teatrais e vários contos ainda inéditos, lança seu primeiro romance: "Deus não joga dados" ... pegando carona na frase de Einstein tão diversamente interpretada.
Aquí no escritório foi apelidado de Dan Brown de Marília pela moçada que já leu o livro.Exagero? Não sei. Previdente que sou, darei minha opinião depois que ler o livro, muito embora de cara e amizade à parte, o considere muito mais talentoso.

Beijo, pessoal.

14 comentários:

Edu disse...

Úia! Tem pra comprar direto do autor, com totógrafo e tudo?

Beijo procê! :-)

Luma Rosa disse...

Sucesso para seu amigo! Fiquei curiosa [Dan Brown]. Como serão as vendas? Beijus,

Janaina Amado disse...

Pelos elogios, parece muuuuito bom!
:-)

tony disse...

mais um que ficou curioso com o livro [e que, mesmo lendo bastante precisa reaprender a apreciar literatura não-academica] e também vem agradecer pelo carinho / consideração / confete (:D!) para mim e meus escritos.


beijo!

Jonice disse...

Oba! Você vem me trazer ou eu vou buscar o livro, Kikote?

Georgia disse...

Depois conte aqui.

Boa semana


Um beijao

Jens disse...

Oi Cristinete.
Quero um exemplar de presente, autografado (a Páscoa vem aí...)

Beijo.

Marcantonio disse...

Vim retribuir, atrasado como sempre, a sua visita. Seus textos são muitos inspirados; coisa serena, compassada, "quasi Andante". E ainda sinto generosidade e nobreza aqui. Gostei muito.

Um abraço.

Em tempo: unir lucidez e admiração ao falar de um amigo é coisa rara. Fiquei curioso a respeito do livro.

Jens disse...

Apesar de ter sido cruelmente censurado pela bela (e má) titular deste blogue, venho novamente reafirmar meu pedido, desta vez dirigido ao coelhinho ou coelhinha da Páscoa: gostaria de ganhar um exemplar da obra, devidamente autografado. (Tá, tá, pode me chamar de pedichão - eu sou mesmo).
Grato pela atenção, Cristinete.
Beijo achocolatado.

Edu disse...

Bradesco é ruim por aqui mas devo conseguir fazer o depósito hoje ou amanhã. Tava acabando de avisar à Raquel quando chegou seu email. Beijo!

Aninha Pontes disse...

Então depois nos conte.
Sucesso, muito sucesso para ele.
Prá vc minha querida, uma semana muito rica feliz.
Beijos meu bem.

Eu, sem clone disse...

Oi Cris, como vai?
Depois faz um resuminho bem resumido mesmo, ok? Sobre seu post sobre as pessoas complicadas despertarem carinho: acho que elas devem ter alguma coisa que provoca isso, né? sei la. kkk beijos

Bete disse...

Ola querida
Passei para deixar um cheiro e desejar uma Feliz Pascoa. Muita Paz, Luz e Bençãos.
Beijinhos

Edu disse...

Oi linda! Chegou meu livrinho! Trelelê!!! :-)