4 de março de 2009


Paixão emburrece

Paixão é um poderoso sentimento que me tira os pés do chão. Se por um lado,é um período de agitação interior delicioso ,com sentimento de vida dentro do peito sabor expectativa, por outro ,reconheço , é um sentimento que me emburrece , um estado limitador dos meus voos criativos ; me tira a leveza, meu excelente humor , minha conquistada espontâneidade.Pior: diferentemente do meu jeito intuitivo de ser em relação às pessoas, adquiro uma visão deformada daquele por quem me apaixono.

Com base nos olhares atentos que lanço sobre a vida e suas "gentes" e na minha própria experiência filtrada e transformada em filosofia de botequim , sei o quanto deliciosa é a fase da paixão - entre a sanidade e a loucura - e quão libertadora é a da desapaixão . Foram poucas as paixões que viví durante a vida . Não falo das empolgações momentâneas ,da tietagem artística ou cultural , das afinidades intelectuais ou do tapaburaco eterno da minha ( feminina ) carência afetiva . Falo das paixões avassaladoras ,quando nos sentimos num desfiladeiro entre o céu e o inferno, tendo a compulsão de negar o que sabemos de nós mesmos em troca da experiência extasiante de mergulhar no outro. Falo da fome insaciável de intimidade e de reciprocidade. Falo da especialização na existência do outro e da prevaricação das outras relações de troca;Falo de tampar o buraco emocional com outra pessoa e não com a força que cultivamos dentro de nós. Não importa.Todos nós sabemos quando estamos delirando de paixão ,mas sabemos também que não podemos viver neste estado eternamente.Perdemos a consciência de perigo e a noção de limites.

Bom seria se, ainda no estado de paixão, pudéssemos compartilhar com quem estamos apaixonados os momentos culminantes de nossa existência ou os altos e baixos da vida cotidiana;fazer parte do mundo privado dos sentimentos do outro ,seus desejos e temores; importar-se e inquirir sobre o crescimento dele , suas conquistas e frustrações, o quinhão que lhe coube na vida; identificar e sentir empatia com o seu modo de ser e de crescer; receber suas atenções e ser cuidado por ele.Mas , segundo os estudiosos, as paixões vividas,e não apenas sonhadas, duram (só!!) de dezoito a trinta meses. Ou o tempo de uma procriação.
Não há mais esse tempo.
Resta-me, então, o amor.

_____________________________________________

Presentes, Carinhos, Selinhos e Avisos:

1. A Bete , linda lá de Macapá me mandou o selo Blog Dourado.


2. Novamente recebí o selo : Olha que blog maneiro, da Adelaide , "A" querida :

3. Quinzenalmente estarei em Portugal. Será lá no blog da Dulcineia, minha nova "Alegria" aquí no Garimpo.Sexta sim, sexta não, portanto.

À voces, minhas amigas , por ora virtuais, agradeço o carinho, a torcida, os bons pensamentos.E o incentivo, claro.

Aos demais queridos, até a próxima. Estou me arrumando e me perfumando para a visita semanal em vossas casas.

beijões!!!!

60 comentários:

Vinicius disse...

Boa tarde.Eu acho que a paixão é mais fantasiosa,mais poética, mais imaginativa.O amor já compreende bem a quem se ama, aceita ,o amor já é mais maduro, mais convicente que a paixão, mais intenso.Parabéns pelo texto, fizestes uma ótima seleção.
Tenhas uma boa tarde.
Abraços.

Jacinta Dantas disse...

Nossa, Cris, conversava sobre essa coisa "emburrecedora" da paixão ainda hoje, com um amigo. E falávamos da paixão em outra dimensão, direcionada para outro objeto, que não o encontro homem-mulher. Mas que, na essência, é a mesma paixão. Belo texto, mulher, como sempre. E, eu, por aqui, ando querendo me "emburrecer" por alguma coisa. É ruim mas é bommmmmm!
Beijo

Anônimo disse...

"Jurei ser eu o teu luar
Brilhar só eu no teu olhar

Paixão,paixão não vais fugir de mim
Serás paixão até ao fim"

Canção "Paixão"
Heróis do Mar (grupo de Portugal), 1983

Como eu te compreendo, Cris...
Beijinhos
Spider

Aninha Pontes disse...

Ah! como eu queria dizer prá você coisas sobre a paixão, que você ainda não soubesse. Mas quase nada sei sobre ela. Apenas, que como você creio que a paixão emburrece. Emburrece de criar grandes orelhas.
Mas, posso lhe falar mais sobre o amor, que tenho vivido, que já vivi, e que ainda quero viver.
É bom, confortante e saudável.
Ame. Viva o amor.
Beijos linda.

Cris disse...

Vinicius...

Veja, em questão de gostar de alguns blogs, o amor é a primeira vista. Voce já está aquí, no famoso Garimpo das Letras ( famoso porque só tem gente competente).

Beijão.

Cris disse...

rsrsr ... paixão é ruim mas é bom sim, querida Jacinta.Mas espero mais que ela. Ou não só ela...

beijão, linda.

Cris disse...

Oi, Spider...

Tens toda a condição de me compreender, ó pá! Contigo vivi a genuína paixão, que por pouco não virou amor.

beijo.

Cris disse...

Oi, Aninha, queridíssima...

Voce faz parte daquela pequena parcela que encontrou , exercita e mantém o amor ...Porisso gosto tanto de ficar perto de voce.

beijo, linda.

Cadinho RoCo disse...

Nunca fui tão preocupado em distinguir paixão de amor. Pra mim um elemento está relacionado ao outro e se é assim está bem.
Cadinho RoCo

valter ferraz disse...

Cris, entendo nada disso não. Fico quietinho no meu canto tentando fazer direito minha parte. Eu, hein?
Beijo, menina

Dora disse...

Cris!! Minha querida! Paixão é emburrecedora, sim! Mas, é preciso passar por ela. E ficar "burra" até enjoar...rs Porque, como você disse, ela se esvai. Refiro-me à paixão avassaladora, no sentido amoroso-sexo-sentidos, e tal...
Porque até mesmo o coração exposto a esses excessos pode "pifar". Estou falando do músculo cardíaco, sim. rs
Entretanto, pode-se viver apaixonada, cuidando-se para não "emburrecer" totalmente. É só exercitar.
Eu vivo apaixonada em todas as dimensões. Tenho inúmeras "paixões", como a Arte, por exemplo. Como a minha família. Como meus amigos. E é paixão, no senso lato e estrito, pode crer.
Fique apaixonada, se puder, mas, de olhos abertos: pronto! Dei a medida do equilíbrio, agora...rs
Viu que minhas tentativas de abrir sua página deram certo!!!!!!???
Eis uma paixão minha aí: ler seus textos!
Beijossssssssssssss
Dora

jorginho da hora disse...

O que leva um sujeito ou sujeita,hé,hé, a se apaixonar é uma substancia no cerebro chamada dopamina. Essa substancia é a mesmissima que torna alguem viciado em craque ou cocaína. Tecnicamente, portanto, ficamos viciado no outro. Isso explica porque achamos tão bom quando nos desapaixonampos. É como se vc estivesse viciada em craque e se libertasse do vicio. Ficar apaixonado é puramente organico. Não tem nada ou quase nada de romantico nisso.

Um beijo, cris, e desculpe pela demora. Estive um pouco ausente depois do carnaval.

Cris disse...

Oi, Cadinho...

Também nunca fui preocupado em fazer a distinção entre um e outro. Mas sentia na pele a diferença.

Beijo, querido.

Cris disse...

Valter...

rsrsrs...esperto esse meu amigo.
Não precisa entender, não, lindo. A Dona Aninha entende. ..

Beijão.

Cris disse...

Dorinha, lindinha...

Ficar apaixonada de olhos abertos...mande a receita. Terá que ser para mim, especificamente. nada genérico rsrsrs.
Aguardo ansiosa.

Cris disse...

Jorgito...

Não desculpo , mas estou feliz de voce estar aquí.
Vou procurar o antídoto da dopamina . Ou um neutralizador.

Beijo, então.

Jens disse...

Oi Cris.
Baita reflexão. Adorei. Eu faria um comentário mais inteligente mas, como você mesma observou, a paixão emburrece.
Um beijo.

Cris disse...

rsrsr Oi, rapaz! (Jens)...

Não se preocupe. Posso te garantir que passa.Até porque, voce emburrecer seria um baita desperdício...

Beijo, lindo.

Conceição Duarte disse...

cRIS COMO VC ESCREVE BEM MINHA QUERIDA. é UMA DELÍCIA LER SEUS ESCRITOS. aDOREI COMO TERMINOU ISTO TUDO... NO AMOR!

SABE, NUNCA TIVE PAIXÕES ASSIM COMO VC DISSE, POR UM ÍDOLO IMPOSSÍVEL, MAS TIVE MUITAS PAIXÒES PELA VIDA. aDORA VIVER PERIGOSAMENTE HEHEHEHEHE eMOÇÕES FORTES FAZIAM PARTE DE MIM.

AGORA HÁ TEMPOS, EU DIRIA... ACALMEI.

MAS DEPOIS DA PAIXÃO, PODE VIR O AMOR... E DEPOIS DELE A CUMPLICIDADE. AGORA VIVO O MELHOR MOMENTO DA MINHA VIDA COM MEU MARIDO. TUDO É MAIS SERENO...TRANQUILO.

SEI LÁ O QUANTO ISTO CUSTA, ACHO QUE MUITO, MAS É BOM! MTO BOM

BJS CON

Flor ♥ disse...

Boa noite, querida.

As faces desse sentimento são todas arrebatadoras, umas nos tolhem e limitam e outras nos libertam e nos fazem crescer. Precisamos muito desse sentimento em nossa vida, das experiências que obteremos através de vivenciar ou não certas paixões, mas certamente somos metades incompletas, que só a eternidade poderá preencher!

Beijos, minha doce amiga, e uma sexta-feira plena para ti!

Cris disse...

Ai, Con, voce me diverte, garota.
Tudo na vida tem preços. Como num supermercado. Cabe a nós escolhermos o que queremos pagar...rsrsr Já pageui preços altos. Hoje estou numa fase mais econômica!.

Beijo, lindinha.

Cris disse...

Minha Flor querida...

Concordo com voce. Eternamente.

Beijo, linda.

Jonice disse...

Sim. O amor.
Alegria-tristeza.
Íntimo-estranho.
Esperado-inesperado.
Doce-amargo.
Claro-escuro.
Suave-áspero.
Humano.

Bacci, carina :)

Perséfone Hades disse...

Gostei muito de sua colocação precisa sobre o sentimento humano mais terrível, e pelo qual todos queremos passar...
Senti-me exatamente assim algumas vezes na vida, e como é difícil... mesmo depois dos anos parece que não conseguimos deixar de emburrecer com uma paixão. E como avassaladora, como você bem colocou, nos consome não deixando qualquer espaço para nós mesmos...

Bons escritos aqui neste seu canto, gostei muito e estarei seguindo, pois também sinto que daqui pode nascer uma boa amizade.

Obrigada por sua visita, mas diga-me, onde foi que me lestes???? Fiquei curiosa.rsrsrs

Bjs
erséfone

Ery Roberto Correa disse...

Cris, mas como seria viver sem mais nenhuma paixão? Já me questionei sobre isto e parece ser algo cuja resposta não é fácil de encontrar, pelo menos na teoria.

Temo que nosso trajeto vá deixar um rastro onde curiosamente os outros perceberão que ao início se continha tantos pontos brilhantes -as incontáveis paixões - e de certa altura em diante apenas alguma coisa fosca, uma fumaça que acaba com um raio de "nada".

Janaina Amado disse...

Mas que burrice boa! rs

Marcelo F. Carvalho disse...

E a paixão não desorienta, mesmo?
Belíssimo post sobre a paixão, escrito com amor, sem dúvida. Ou não será verdade que só o amor liberta?
____________________________
Abraço forte!

Jens disse...

Oi Cris.
Um beijo e um abraço pelo Dia da Mulher. Com açúcar e com afeto.

tony disse...

um post que me fez confirmar que ano deveras emburrecido =)... [e sim, o curioso caso é ótimo, com o Brad Pitt esculachando na interpretação :)]. Beijos!

Aninha Pontes disse...

Um lindo e feliz dia da mulher para você, grande mulher.
Um beijo

Cris disse...

Oi, Jokita...

Amor - humano...e a paixão? Embora possamos dizer que é coisa do Demo rsrsr...paixão é muito mais humana ainda, não???

Beijo, queriJoca.

Cris disse...

Oi, Perséfone...

Adorei tua presença aquí... Acho que ví voce lá no Philip Rangel, que conhecí há pouco tempo...

Beijão, querida.

Cris disse...

Oi, ERy...

Como será viver sem paixão??? vamos a ver, como dizem os portugueses queridos... Ainda é muito cedo pra falar rsrsrsr

Cris disse...

Janaína, linda...

Burrice boa sim , mas nem tanto...

beijo, garota.

Cris disse...

Marcelo...

Como gosto dos teus comentários! O amor liberta, certamente, ou nos prende por livre vontade!

Beijo, querido

Cris disse...

Oi, Jens,

Pra fazer o doce predileto? Ok. Obrigada pelo carinho.
Um excelente domingão!

Bj

Cris disse...

Tony, lindinho...

Voce , emburrecido?? Nunca ! Desse risco não corres!

Beijo, rapaz.

Cris disse...

Aninha- lindinha minha e do Bem:

Obrigada, querida. Para todas nós , super heroinas sem capa e espada!.

Beijo, querida.

Jonice disse...

Com certeza! Ela desemboca no amor!

Bon dimanche :)

Beijos

Philip Rangel disse...

Oii...tmb acredito q o amor nao é algo que se procura ou q acha..ele vc sente...ja esta na alma....com ele vc vive os melhores momentos da vida...e esqeuce dos piores...


bjos

Ery Roberto Correa disse...

Chris, hoje retorno para te entregar singela homenagem pelo dia Internacional da Mulher. Se houvesse necessidade de buscar sinônimos para ilustrar o que pensamos ou escrevemos sobre a mulher, para um dom não haveria nenhum: "capacidade de amar".

Sem vocês, mulheres, nós homens séríamos menos sábios. É porque vocês são música que o mundo baila. É por vocês serem a emoção que conhecemos o brilho da lágrima. É por tanto que nos entregam que deixamos de ter pouco. É por fim, pela sua existência que respiramos.

Minhas sinceras homenagens a estes seres, como você, que pintam os nossos dias com todas as cores guardadas na alma.

Beijo grande.

Dora disse...

Parabéns, Mulher, pelo dia que é seu ( e nosso...rs).
Todas as paixões para você! E sem emburrecer...
Beijos muitos!
Dora

adelaide amorim disse...

Crisinha querida, a paixão é uma coisa tão contraditória e irracional, que mesmo que a intuição tente dizer alguma coisa (tipo você vai se ferrar), a paixão responde com um tapa. E nesses casos em geral a pessoa se ferra mesmo, mas quando já é tarde pra se arrepender. E emburrece, com toda certeza. Esse post é uma fonte inspiradora do maior calibre.
Mas - sem a paixão - daria pra viver essa vida plena, desesperada, ansiosa e deliciosamente louca que se vive apaixonado? E as lembranças, que trazem de volta aqueles momentos inigualáveis? E
Melhor parar por aqui.
Crisinha, tomara que teu Dia da Mulher tenha sido muito gostoso.
Se a paixão for pra valer... ;)

Maria de Fátima disse...

olhe, menina, eu gostei mesmo deste modo realista e despojado de contar a paixão (quase senti que estava lendo acerca de uma crise de asma, gota ou dor de dentes coisas que nos deixam imprestáveis, mas têm a caridade de passarem depressa)

Cris disse...

Jokita...

O Dimanche foi uma delícia...rsrsr

Beijo!

Cris disse...

Oi, Philip...

Voce falou do amor , com amor . Também acredito nele. E só nele.

Obrigada pela visita, querido.

Beijão.

Cris disse...

quERYdo :

Homens sensíveis como voce são raros. Mais : saão sensíveis e assumem a sensibilidade sem qualquer medo , inclusive de ser (in)feliz às vezes. è o preço.

Mais do que nunca adoro tua companhia.

Obrigada, lindo.

Cris disse...

Dora, minha linda ...

Anotado, orado e pedido a Deus teus desejos, ok?

Beijo, querida.

Cris disse...

Adelaide, minha anja ...

Foi sim, o dia foi ótimo. Até ganhei um presente para a alma!

Beijo, linda.

Cris disse...

Fátima...

Viu, só, menina? Sou amor a primeira vista.

Beijão e fica por aquí.

Adelino disse...

Cris, bonita crônica.
Você já fez promessa para que uma paixão acabasse? É complicado.
Um abraço.

acqua disse...

Não sei, a paixão pra mim é algo que tem seus momentos e estes se renovam ou não. Pra mim ninguém vive em estado de paixão vinte quatro horas, é algo que tem fases, como a lua por exemplo. E quando estamos no ponto alto da paixão somos únicos, mas isso paissa, como o efeito de uma droga no corpo. Então, disso fica o amor. Uma vez ouvi mio nono dizendo "é muito fácil se apaixonar por diferentes mulheres, o difícil mesmo é você se apaixonar todos os dias pela mulher que você ama." Guardei isso em mim desde então.
Beijos daqui

Cris disse...

Adelino...

O pior é que já. não promessa, mas pedi a Deus que me libertasse daquele "sofrimento".Ele atendeu...rsrsr

beijão.

Cris disse...

Oi, Lunna, querida...

24 horas em paixão... É mesmo difícil, mas já conseguí, sim.Em Portugal.Ainda bem que era via de mão dupla , senão ...

Beijão, querida.

Aninha Pontes disse...

Boa semana, com muito trabalho e soluções.
Beijos meu bem.

Dulcineia (Lília) disse...

Querida Cris,
Se alguma dúvida tivesse, este texto tirava-a! Realmente compreendemo-nos bem. Que interessa o tempo, quando há sinceridade?´
Este teu texto poderia ter sido escrito por mim. Emocionou-me.
Há tempos dizia a uma amiga minha q tinha que passar por um electricista. Quando ela me perguntou "algo avariado em casa" respondi, "não, sou eu, não tenho clicks, rs"
E saudades de os ter, rs E que fossem pela pessoa certa. Inventam tanta coisa... bem que podia haver algum microchit ou algo para haver "clicks sincronizados".
Olha, só hoje deixei de ter febre. Deculpa não ter tido tempo de avisar ninguém da continuação do texto - a 1ª vez ainda avisei - sabes qual a maneira de publicitar no blog? não me venhas com "colar selos" que tive umas horas a tentar colar o da tertúlia e , nada...
Abraços deste lado, beijinhos, sem microbios

Cris disse...

Aninha, querida,

Os dias estão muito corridos.Tenho dividido meu (pouco) tempo virtual de lazer ( sim, porque tenho o tempo virtual obrigatório da profissão )entre postar e estar com meus amigos.

Já já estarei com voce.

Beijão.

Cris disse...

Lília , minha linda Dulcineia...

Voce sintetizou o problema da maioria dos apaixonados: os "clicks" avariados ou a falta deles, ou ainda, pelas pessoas erradas.
É o voo cego da paixão.

Beijo, querida.

Grace Olsson disse...

Cris, eu adoro me sentir apaixonada. E isso me leva a alcara voos inimagináveis.Diferentes das paixoes anteriores que me emburreciam.Beijos e dias felizes

Sabe, Cris...depois d emuitos vendavais, eu e meu marido aprendemos a viver em plena paixao. E a nossa paixao tem nos feito viver uma vida melhor a dois. Depois de anos juntos, DESCUBRO O QUANTO SINTO APIXAO POR ESSE HOMEM.E DESEJO O MESMO A TI QUE TENHO COMO SE MINHA FILHA FOSSE.

Cris disse...

Oi, Grace, querida,

Nada melhor que saber voce feliz. E nada melhor que estar apaixonada pelo cara certo, isto é, aquele que possibilita um sentimento de mão dupla, não é? Certamente voce merece, linda.

Beijão. Eu te gosto muito também.