8 de dezembro de 2008

Flor Bela de Alma

Participar desta postagem coletiva deu-me alguns prazeres: Pesquisar a vida de Florbela Espanca e sua obra, sentindo-me mais perto de Portugal.

À Flor um grande beijo pela iniciativa.



" As almas das poetisas são todas feitas de luz, como as dos astros: não ofuscam, iluminam...."


O Teu Segredo

O mundo diz-te alegre porque o riso
Desabrocha em tua boca, docemente
Como uma flor de luz! Meigo sorriso
Que na tua boca poisa alegremente!

Chama-te o mundo alegre. Ai, meu amor,
Só eu inda li bem nessa alegria!…
Também parece alegre a triste cor
Do sol, à tarde, ao despedir-se o dia!…

És triste; eu sei. Toda suavidade
Tão roxa, como é roxa uma saudade
É a tua alma, amor, cheia de mágoa.

Eu sei que és triste, sei. O meu olhar
Descobriu o segredo, que a cantar
Repoisa nos teus olhos rasos d’água!…

Florbela Espanca

37 comentários:

Jonice disse...

Muuuito bom começar o dia com poesia.

Boa semana, querida!

Beijo :)

Flor ♥ disse...

Bom dia, meus queridos!

Chegamos ao grande dia da Blogagem em homenagem a Florbela Espanca.

Tanto ansiei por este dia, e eis que, por caprichos do acaso, desde sábado estou com problemas sérios de conexão, e hoje estou aqui graças ao PC de uma Lan House... Cheia de vontade de ler os seus posts, que tão carinhosamente estão sendo publicados, mas por hora impossibilitada... A presença do técnico está marcada para hoje às 16.00 h. Espero que tudo volte ao normal para que possa, além de me deliciar com as suas postagens, publicá-las no Interlúdio com Florbela, como uma pequena forma de agradecer pelo carinho de vocês... Conto com a compreensão de todos... Beijos!

Flor ♥

Marli disse...

Apaixonante...
Que gostoso saborear os poemas de Florbela.

Abraços.
Palavras Rabiscadas
http://mscamp.wordpress.com/

Serena Flor disse...

Sua participação ficou divina minha querida...adorei!
Um grande beijo e ótima semana!

Du disse...

"Florbela é a flor maior da poesia romântica,
é o sofrimento em versos de um soneto
é o amanhecer mais belo de um encanto
é aquela que se perdeu pra se encontrar."
(Lustato)

Georgia disse...

Cris, o que ela escreveu é atual até hoje, nao é mesmo?

Um abraco

Janaina Amado disse...

Escolhemos a mesma foto da Florbela! Este poema é lindo.

Vanessa disse...

Olá, estou participando tb da coletiva e passei para conferir seu post. Belo poema escolhido! parabéns.

abraço

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Isto é o que eu chamo de uma corrente do bem! Como é que se poderia chamar uma iniciativa que enche de poesia a blogosfera? Aqui está uma excelente oportunidade para que todos conheçam um pouco mais sobre a genial Florbela Espanca.

Eis um trecho de "Ser poeta", de Florbela:

"Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!"

Parabéns a todos que estão participando!

Sensata Paranóia

Magui disse...

Os poetas existem para confundir a alma de quem tem coincidência com eles.

jorginho da hora disse...

Cris, ainda por cima nos brinda com florbela spanca. Clap, clap, clap!

Beijos!

Cris disse...

E talvez terminar com prosa, Joquita...;)

Beijão.

Cris disse...

Flor...

A blogosfera está lindíssima!!!!

Beijão.

Cris disse...

Marli...

Gostoso também é retribuir a visita e semear um pequeno canteiro , o da amizade.

Bj

Cris disse...

Serena Flor...

Que nossa corrente feita de elos de poesia permaneça. Que bom receber a visita de tantos poetas...

Yvonne disse...

Cris, nunca li nada dela e foi por esse motivo que gostei da blogagem coletiva. Beijocas

Aninha Pontes disse...

Cris querida, também não a conhecia, não havia lido nada dela.
Mas com a blogagem tenho lido muita coisa interessante.
Está lindo isso aqui heim?
Essa foto sua colorida, ficou lindona. Mais alegre.
Você está lindona.
Beijos meu bem.

Sonhos & melodias disse...

Oi Cris, linda postagem sobre Florbela. Esse poema ainda não conhecia. Também estou participando da blogagem. Ela também serve para conhecermos uns aos outros.
Bjs

Cris disse...

Du...

Verdade, linda, perder-se para se encontrar. faço esse exercício constantemente. Só me falta talento para a poesia .

beijão.

Cris disse...

Georgia...

Florbela sempre será atual e universal, porque os sentimentos humanos também o são. O grande mérito de uma grande poetisa é justamente conseguir essa abrangência.

Beijos, querida.

Cris disse...

Janaína...

Certa afinidade nós tivemos na preferência da foto. Uma foto "estilosa", não é??Não passa tristeza, ela fica só pelo lado de dentro da artista.

Beijo, garota.

Cris disse...

Oi, Vanessa...

Agora será impossível, mas para o próximo ano visitarei todos aqueles que aquí vieram. Com calma.

Obrigada e beijo

Cris disse...

Urbano...

Adoro esta palavra (urbano ). Ela faz (par)arte no meu dia a dia. Repito à vc o que respondí à Vanessa : Início do ano visito uma leva nova de blogs para firmarmos contato pra valer, ok?

beijão.

Cris disse...

rsrsr Magui...

Você é ótima, linda.Adoro teus pingos nos iiisssss...rsrsr

beijão, querida.

Cris disse...

Jorginho ...

Obrigada, meu lindo. Não pensei que no coração de um cartunista também tinha espaço para o romantismo da poesia( pensamento equivocado, né? )
Clap clap clap pra vc também!

beijão.

Cris disse...

Ivonne...

Existe um mundo a conhecer da linda Florbela, também eu estou me aprofundadndo agora, depois da blogagem coletica. Antes só a "conhecia" através do Fagner.

beijo, querida

Cris disse...

Aninha..

Só você mesmo e esse carinho tão peculiar, tão de quem é feliz. Tuas palavras mostram interesse e sentimento genuíno aos felizardos que tem em você uma amiga ( por ora virtual, hehehh)..
Beijo, querida.

Cris disse...

Sonhos...

Garota, já gostei de você de cara, pelos "sonhos"...rsrsr. Aguarde uma visita em breve, está bem?

Beijão.

O Profeta disse...

Cheguei a meio de um longo inverno
Não tenho no céu uma estrela guia
Uma sombra às vezes procura a luz
O Sol recolhe a claridade ao fim do dia

Na noite
Oiço as vozes dos filhos da Terra
O cantar das águas de uma lagoa
O murmúrio das pedras em suave espera


Boa semana


Mágico beijo

Jacinta Dantas disse...

Oi Cris,
bela escolha, mulher. Dessa vez perdi o bonde e não entrei na blogagem coletiva. O que fazer? parabenizar a vc pela justa homenagem.
Beijos

jorginho da hora disse...

Tô te esperando até o dia de hoje. Meu blog tá lá, se sentindo tão sozinho sem a sua presença.

Um abraço...Aliás, beijos1

Cris disse...

Oi, Profeta ,

Aceito o mágico beijo a meio de um intenso verão.

Bj.

Cris disse...

Jacinta...

Você falando de Florbela seria meio redundante, não, minha poeta?

Bj

Cris disse...

Jorgito da hora...

Fui correndo no teu sítio antes que esgotasse meu prazo , viu???

beijo, lindo.

Flor ♥ disse...

Oi, Cris... finalmente estou conseguindo ler os posts do Interlúdio com Florbela. Minha conexão está péssima desde sábado... e estou super atrasada para essa linda festa de Florbela. Publiquei teu post no Interlúdio com Florbela. Espero que gostes!

http://interludioemflorcomflorbela.blogspot.com/

Beijo!

Lola disse...

Você prefere um amor inteiro ou a sua metade? A sua metade não teria menos chance de dar rejeição dos órgãos? :) :) :)

Beijo, enorme "de grande"...

PS:Esta semana colocarei mais uma postagem nova...

jorginho da hora disse...

É, cris, mais forte que a paixão, impossível. Não é a toa que esse sentimento vem de uma substancia no cerebro chamada dopamina, que é a mesmissima que nos torna dependentes do craque e da cocaína. Ou seja, tecnicamente ficamos viciados no nosso objeto de desejo.