12 de setembro de 2008

Esperança é medo.



Agradecimentos :Grace, Joca, Spider, Poeta, Claudinha, Edu, Lino , Ery, Adelaide, Lola, Ilaine, Lumife, Sandra, Royzito, Jorginho, Masini, Acqua, Lucianna e Dora. Pelo muito que recebí de vocês. Pela companhia , pela generosidade . Obrigada pelas orações e intenções numa semana conturbada. Semana na qual vivenciei a fragilidade da vida e a superficialidade de algumas vidas. Semana que tive de aceitar meu amigo , não sei por quanto tempo, vivo numa cadeira de rodas à espera que o movimentem. Assim é a vida real . Impositiva . Que não me oferece chance de, num click, escapar de um enfrentamento. Meu sábio e querido amigo sempre me disse que, sem qualquer exceção, todas as vezes que pensava estar perdendo,na verdade estava ganhando. Espero, querido,que outra vez isso se cumpra e que você consiga de novo forças para decifrar mais esse código da tua existência.

Respondendo ao poeta palhaço, meu "quase" amigo ,sobre nossa outra vida , a virtual : Alguém me disse que pôr fim aos desejos e à esperança é uma ótima providência - ou único remédio - aos nossos temores ,pois medo e esperança caminham lado a lado. A máxima me serviu como uma luva - de pelica . Dou razão `as feras, poeta ,que fogem dos perigos que vêem e assim que fogem recobram a segurança.
Você acertou : estou ainda nas estrelas , um ótimo lugar para abrigo . É a morada dos poetas. Vou tentar alcançar a tua mão , sim , agüenta firme.
Como você,também queria entender toda a gente .

Beijo em cada um de vocês.

40 comentários:

Aninha Pontes disse...

Cris, creia nisso: "Não existe bala perdida", sábias palavras dele.
Portanto, fique tranquila. O momento é de agradecimento, as forças virão, ele terá forças para lutar, enquanto tiver que lutar.
Pelo que ví, seu amigo é iluminado, e as pessoas iluminadas cumprem seu papel de transmitir luz.
As orações ajudam, vamso nos unir em orações. Elas têm muita força.
Um beijo e um lindo final de semana.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.






Ontem eu fui ao salão de cabeleireiro e, enquanto esperava a minha vez, ouvi a conversa do profissional e sua cliente. Ela disse que havia orado muito pelo restabelecimento da saúde de um dos seus amigos e até jejuara para fortalecer a prece.
Cris, foi a partir daí que eu acreditei na fé do amigo. Até então eu conhecia o empenho, a oração e a fé como aliados de uma recuperação, mas, jejuar? Acredito, como disse, na sua e na fé dos que aqui deixaram os seus votos de breve recuperação ao seu "sábio e sincero amigo", assim como creio na tristeza que vocês estampam em seus rostos.

silvioafonso











.

Cadinho RoCo disse...

Seja lá o que for, não permita que sua vida fique entregue ao que contraria o fluir da felicidade ida ao seu encontro. Seja feliz por tudo e em tudo, no máximo que puder, ainda que dai obtenha o mínimo. Faça disso exercício diário e celebre o resultado.
Cadinho RoCo

Lucianna Lima disse...

Cris, mesmo sem te conhecer....
A dor de um amigo, a dor por um amigo, é uma das piores facadas que a gente pode levar. Entendo e compactuo a sua, portanto, porque já vi muita coisa acontecer com gente amada, com os meus. Daqui, mando pra vc e ele, energias mais do que boas, e um pedido para o universo: que isso passe, logo e que o "bom" aconteça, se revele.

LindaRê disse...

Que seja apenas uma fase e que as coisas logo melhorem.
Esperança não é medo, é conforto.

Beijos

Jonice disse...

Lembrar da atitude dele perante a vida, de que sempre ganhou mesmo quando parecia estar perdendo, é uma benção neste momento, Kikote.

Bom fim de semana, querida!

Beijo

adelaide amorim disse...

Olha, Crisinha, você pode até fingir que a esperança não existe, mas o desejo, nunquinha - ele não depende de nós. Então o melhor às vezes é negociar com ele, trocar o que ele pede por alguma coisa mais fácil de conseguir, feito chupeta pra acalmar o neném :)
Beijo e muita alegria no fim de semana.

Divã do Masini disse...

Cris...

Nessa hora, dá vontade de estar perto, olhar nos olhos e deixar espaço para o silêncio. Mas ainda bem que no vácuo desse espaço geográfico temos a doce companhia das palavras escritas.

E por falar nelas, tenho usado, sempre uma quando há oportunidade:

É uma frase do estadista britânico Winston Churchill: "Sucesso não é o fim, o fracasso não é fatal: o que conta é a coragem para continuar".

abraços

Márcia(clarinha) disse...

A falta maior é não poder segurar no colo, abraçar forte, olhar nos olhos e dizer: Vai passar!

Seu amigo, sábio e querido, está vivo e com ele uma longa e penosa história para contar, fique a seu lado na fé e esperança.

Costumo dizer que tenho fé e amigos de fé, então...

lindo findi flor
beijos

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.





Aonde mora a chave eu vazei na fechadura. Invadi o teu chuveiro para sentir tua presença. Embacei meus olhos com o teu calor e com o bálsamo dos teus poros encrespei meus pêlos. Desnudei meu corpo e nele impregnei teu cheiro. Libertei minha ansiedade e lambi os teus desejos. Nervos dilatados, enfatuados, mesmo assim abandonado escorri pelas paredes e entupi teu ralo.

silvioafonso









.

Dora disse...

Sabe, Cris. Penso que cada pessoa é um universo. E é. E cada um tem suas infinitas possibilidades de decifrar os códigos da existência. Nós só "olhamos de fora" os outros, mesmo os que amamos. E só podemos oferecer-lhes nosso "universo amigo". O resto: a esperança, a crença, o desejo, a fé...tudo é válido, se o afeto, o amor e a amizade estiverem em primeiro plano.
Fui confusa!!!!!!
Please! Tente me entender...
Beijos e preces.
Para você e seu amigo.
Dora

CRIS disse...

Aninha...
Verdade, Aninha. Ele consegue passar força, precisando tanto dela. Falamos hoje pelo telefone ( pela primeira vez depois do acontecido). Ele pediu visita. E demorada rsrsrsr..

beijão, querida

CRIS disse...

A tristeza é genuína , meu poeta.

CRIS disse...

Oi, Cadinho...

Obrigada pelas palavras gentís.

Bj

CRIS disse...

Lucianna...

Tão pouco tempo de contato, tanta afinidade e carinho despertados.Vamos longe .

beijo, querida

CRIS disse...

Oi, Lindinha.

Obrigada , fofa. Esperança é medo ( no contexto ) à medida que você teme não concretizar uma ação lá no futuro.

Êta pessoal mais velho complicado, hein, Lindinha? Liga não.

beijo.

CRIS disse...

Joca..

Ele está animado, acredita?

Vou lá 3a. feira..

beijão.

CRIS disse...

Adelaide...

Voc~e é mais que fofa, sabia? Vou pensar em negociar com meus desejos...Será um sucesso , eles são tolos.

beijão, querida.

CRIS disse...

Masini..

Coragem para continuar... Taí uma coisa que meu amigo tem de sobra.

Beijo, meu querido.

CRIS disse...

Clarinha...

Tudo é claro em você : palavras, blog . Ar fresco, como já disse. Obrigada, querida...

Beijão.

CRIS disse...

Meu cheiro de cidade grande quase se perdeu no capim do mato, poeta.Gosto da esperteza tola dos ingênuos tanto quanto da malícia irrequieta dos atentos...

CRIS disse...

Dora, muito querida,

Agradeço as preces, valem ouro.
Claro que te entendí. Tolos os que têm a pretensão de conhecer o outro . Nem mesmo o amor dá esse poder . Arriscamos saber, quando muito..rsrsr

beijo, linda.

CRIS disse...

Oi, poeta...

Fiquei pensando nesse cara, coitado. Se correr o urso pega e se ficar a onça come.Um morango é um ótima pedida, mas , ele precisará de algo mais forte e sublime para se salvar : a fé, poeta. Na forma de um anjo que virá buscá-lo ( pela mão ) e poderá levá-lo para longe da selva. nessa, ele pode levar os morangos sem medo.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.







“Não faz assim, não se descuide, não se exponha. Não tenha medo e nem coragem, mas tenha vergonha. Vergonha de mostrar o belo, o cobiçado, o bonito. Vergonha de me fazer louco, maluco, bandido. Não tenha medo e se exponha, por favor, não ligue para o que eu peço, já que eu digo o que não quero e fazem o que eu não penso”.


Ouvi, agora a pouco, uma história que dizia de um cara que ao fugir de um urso faminto, caíra num barranco e por sorte se viu pendurado na raiz de um arvoredo que pendia da parede de terra. A uns três metros, abaixo dos seus pés, uma onça, com fome, esperava a sua queda e sobre a sua cabeça o urso queria pegá-lo. O narrador disse que nestes momentos é imprescindível comer um morango. Disse, ainda, que sempre come desse fruto quando um problema surge em sua vida e foi aí que eu falei:
“Eu gostaria de seguir o seu exemplo, mas temo morrer envenenado. A cada passo que eu dou, tem um urso cheirando os meus cabelos e onças lambendo os meus sapatos. Haja morango e dinheiro para comprá-los. De qualquer forma, se os animais não se fartarem no pasto do meu corpo, o agrotóxico, certamente, se incumbirá da minha morte”.

silvio afonso.

ery roberto disse...

Cris, nada a agradecer. A solidariedade nos une em qualquer situação e é só quando unidos que conseguimos compartilhar sejam dores ou alegrias. Por mais incrível, são nas dores que a fé aumenta. E é disto que precisamos sempre.
Beijão.

CRIS disse...

Beijão, querido Ery...

Espero ter sempre vc por perto nas boas ou más situações.

Beijão.

Edu disse...

Eu lembrei de você quando estava escrevendo, minha querida Cris. Um monte de outros posts hoje falando mais ou menos da mesma coisa, descobri depois de postar o meu. Acho que há uma certa melancolia generalizada no ar. Deve ser gripe! :-)

R.C disse...

Vamo que vamo, Cris ;-)

bjx

Roy

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.





Pelo que andei sabendo este cara ficará dependurado nesse galho como o fica o bacalhau no teto da adega.
Eu não sei para qual dos três animais eu torço. Vou tirar no palitinho, só espero que não ganhe o menos "racional".

silvioafonso.










.

CRIS disse...

É Dú...

A melancolia talvez venha do fato que não mais sabemos o que queremos ... Misturou tudo como devemos ser e o que somos.

A parte boa: você ter lembrado de mim. Ganhei o dia!

beijão, querido.

CRIS disse...

Vamo sim, Royzito . Não há outro jeito mais alegre de ser, a não ser ir...

Beijus em latin pro cê.

CRIS disse...

Verdade, poeta?

Haja morangos pra esse cara, então.

Marcelo F. Carvalho disse...

Certeza e dúvida fazem parte da fé humana, só a indiferença é não-humana.
Força!

CRIS disse...

vero, professor, mas então estamos involuindo, percebe? Indiferença é o que mais vemos...

beijão e adorei tua presença, como sempre.

acqua disse...

Conheço esse espaço há tão pouco tempo, mas suas palavras me vestem de uma forma tão lúcida e eu saio daqui com a sensação de conhecê-la há tempos outros. Entender? Deixo para outros, não para mim.
Abraços meus

Yvonne disse...

Cris, linkei você lá no meu cantinho. Beijocas

Grace Olsson disse...

Cris,
cada tem pessoa tem um mundo dentro de si.
Eu mesma posso te dizer mil coisas e aidna faltar algo a te falar. Pelo fato de que somos camaleões e nunca dizemos tudo.
Quando alguém está doente podemos falar tudo mas fica faltando algo, entende?
A solidão de cada um é táõ íntima, amiga.
EU SOU TERRIVELMENTE SOLITÁRIA. DAQUELE TIPO DE QUE PRECISO DELA PARA ME RESTABELECER. APENAS O AMOR TEM FEITO COM QUE EU ME DESFAÇA DELA E ME ENTREGUE ALEM DE MIM ...
AMIGA, SEU AMIGO VAI SE LEVANTAR E VC, COM SOLIDÃO OU NÃO VAI CONTINAUR SENDO A GUERREIRA QUE ÉS. DESBRAVAS A MATA QUANDO VC ACHAR QUE DEVE. MAS ACREDITE:DENTRO DA MATA TEM UMA VEGETAÇÃO MARAVILHOSA CHAMADA CRIS.
ACREDITE. VC TEM A FORÇA, QUERIDA
BEIJOS E DIAS FELIZES

CRIS disse...

Lunna...

Bons ares que você traz, garota. Ares de afinidade , minha quase prerrogativa para gostar.

beijo

CRIS disse...

Obrigada, Yvonne, você já está aquí, conosco e no coração do blog.E da autora...

Beijo, linda.

CRIS disse...

Grace...

Lí teu comentário e a emoção veio sem freio. Ando meio sensível demais pro meu gosto.

Obrigada, querida. Tuas palavras me animam, me fortalecem.
Grande beijo.