27 de setembro de 2008

Up date 30 de setembro - DORA VILELA

A minha querida Dora ameaçou e cumpriu : dedicou um poema sobre o amor pra Cris , que gosta de falar de amor.
Obrigada, linda, de coração. A pior das solidões é a nossa necessidade de compreendermos os outros e nos fazermos compreendidos por eles . O mundo fica menos solitário com você.

beijão.
________________________________________

Eu sei que vou te amar


“...Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano.Isso são só referências. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.Ah, o amor, essa raposa...” Arnaldo Jabor.

Desde cedo eu pretendia um grande amor. Eu o intuia . Com ou sem fantasia. Fosse pelo descompasso de palavras metamorfoseadas , fosse pelos gestos pontuais. Quando um amor chegava eu o levava imediatamente ao podium de um coração quase vencedor .Eu o homenageava . E a paixão parasita sempre alí, rondando,dependente de cada amor . Como numa prisão, ladrão e polícia dividindo o mesmo espaço . Amo, logo(me)apaixono . E existo.
Não me furtei aos amores - diferença . Timidez e amor próprio - nem tão amor ou próprio assim - foram as desculpas que me esfarraparam . Os elementos que despertavam fascínio eram os que eu não possuia, obviamente os que eu gostaria de ter. Amor necessidade, amor remédio. Para um coração ruim das pernas.
Não amei por semelhança . Não tive a sorte de um amor tranquilo e intenso, estável, partilhado,de provável duração eterna enquanto finito fosse. Amor que liga duas criaturas pela admiração genuína das qualidades que possuem e que valorizam.Não merecí o entendimento e sinceridade completas, o respeito ao desejo do outro , a vontade de agradar, de se dedicar mutuamente. Amor onde tudo flui muito fácil , o cotidiano é alegre e a sexualidade deliciosamente plena e sem limites – para ambos.
O Outono chega com algum aprendizado .No futuro do passado o amor merecido ainda é pretendido .Ele deverá acontecer .Trazendo apenas flores na mãos ,frescas e roubadas, um sorriso pintado no rosto, olhos com o brilho das estrelas. O amor não deve ser mera ilusão , pois posso pressentí-lo mesmo agora, enquanto escrevo essas linhas.
______________________________________
A fofa da Tânia me apronta mais esse carinho em formato de selo. Obrigada, linda. Tenho muito orgulho da tua amizade.



Boa semana, galera do meu coração.

26 comentários:

Jonice disse...

E enquanto as leio sei que o encontrará. Estas estradas nos são conhecidas uma da outra, né Kikote.

Beijo :)

Aninha Pontes disse...

Olha que bonito isso:
Amor que liga duas criaturas pela admiração genuína das qualidades que possuem e que valorizam.

É assim meu bem, esse amor sonho existe, ele está aí, procurando quem o queira.
Mas nada que seja só sonho, ele tem que ser real, paupável.
Amor com vida, com alegrias e tristezas, com sabores, com cheiro.
E, creia, no final, quando fizer um balanço, verá que isso é o que mais vale a pena.
É esse amor que dará sentido a tudo mais que vier.
Lindo final de semana meu bem.
Beijos

Edu disse...

Kikote, eu te amo!!

Yvonne disse...

Cris, a procura do amor também é uma delícia, ainda que não seja realizado às vezes. O estado de estar apaixonado é melhor ainda.
Beijocas

Grace Olsson disse...

Cris, eu vivi a vida inteira em busca desse amor romãntico,sensível. casei duas vezes e...quando estava anos sozinha, eis que aNatureza me agraciou com o meu marido.
E assim...o amor real, sensivel e daquele tipo que me faz medo que a morte venha e o leve de mim, É VIVIDO POR NÓS.
PROCURARNÃO BASTA.
MUITAS VEZES, QUERIDA, ELESURGIU MAS A GENTE NÃO PERCEBEU. PENSE NISSO.
BJS E DIAS FELIZES

Dora disse...

Cris, querida. Quando você fala em "outono" eu já começo a ne ver no "inverno"...rs
Mas, o amor que você espera, e todos(sem exceção) esperamos, não vem por "semelhanças" ou "afinidades"...Ele acontece. Simplesmente. Você sabe disso.
Mas, a pretexto disso, eu vou dedicar outro texto a você...(fala sério...rs). É um texto sobre amor, que escrevi há algum tempo.
Aguarde...
Enquanto isso, pode crer que não é assim, tão difícil encontrar por aí, esse tal de amor. EU GARANTO!
Estou impossível...desculpe-me! rs
Beijão!
Dora

CRIS disse...

E não? Jokita?Estradas velhas nossas conhecidas e partilhadas desde o verão de...1970? É isso? Você sempre teve melhor memória rsrsr. Que bom que nunca nos desviamos uma da outra, não?

beijo, querida.

CRIS disse...

Aninha...

Teu comentário é um buquê super perfumado que adornou essa caixa, tá bom?

Boa semana também, linda.

CRIS disse...

Dú...

Olha só o cara! Dú... Kikote está para a Joca assim como "Sem Destino " para Peter Fonda, ok? rsrsrs... Beijo, meu delícia!

CRIS disse...

Yvonne, minha linda...

Não! Delícia é só o Edú.. rsrsrs

Falando sério agora, amar é muito bom.Melhor até que ver a Madonna de perto...

beijo, querida.

CRIS disse...

Oi, Grace , muito querida...

Não vou pensar nessa possibilidade não, para não ficar com "cara de bundão"...

beijo, garota.Muita sorte para todos nós.

CRIS disse...

Dora...

Tão bom você por aquí!.
Sei sei, querida. Para o amor não existe fórmula nem receita . Sabe, pensava no que a Grace disse e cheguei à conclusão que tão ou mais difícil que encontrar o amor é identificá-lo.Chupa essa manga!

Como da outra vez vou esperar esse texto com alegria e ansiedade. Obrigada pelo imenso carinho que você me transmite.

beijão, linda.

Jorge Elias disse...

Olá Cris!

Passei para visitá-la e deixar meus agradecimentos sobre seu comentário à respeito do poema postado no blog "Florecer".
Parabéns por seus escritos.
Espero que seu amigo esteja bem.

Um abraço,

Jorge Elias

CRIS disse...

Jorge...

Grata pela visita. Teu talento emociona. Estarei sempre lá, poeta.

Grande beijo

adelaide amorim disse...

Crisinha, ai que o amor é uma coisa imprevisível, tantas vezes engana, escorrega, trapaceia e nem depende de ser verdadeiro, porque até esse às vezes evapora. Mas existe, e há chances, sim, ainda mais pra quem, como você, tem tudo pra ser amada.
Beijo beijo!

jorginho da hora disse...

Pois é, cris, infelizmente o amor é esse canalha que nós conhecemos. Fazer o que?

Helô disse...

:) adorei o texto...que a minha tampa tb esteja por perto... dae!

Um bjo

Helô

Cris disse...

Jorginho..

Você é um barato ( que sai caro ) rsrsrs .Amei tua crueza no amor...

beijo, garoto.

Cris disse...

Gafanhota Helô...

Estará, linda. Mandarei eflúvios positivos para você...

Beijo, linda. Não perca a hora amanhã dae!

Cris disse...

Adelaide,queridíssima...

Até o amor verdadeiro evapora, né?? E eu não sei disso?rsrsr

beijaço

Bia Pontes disse...

Eu até ia tentar comentar alguma coisa, mas esta papo de gente grande me deixou definitivamente sem saber o que dizer...
E é verdade, identificar o amor é bem mais difícil. Deveria ser muito óbio e claro, afinal... é AMOR!
Bem, a teoria na prática é sempre outra né?
beijão, gosto cada dia mais daqui.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.




A idade não interessa, não incomoda, não arrepia. Dos sonhos, sim, eu tenho medo, pois nunca sou menos que príncipe que compra sapos para comparar beleza e isso não é de minha índole, meu hábito ou costume. O tempo passou, eu sei, mas não passou como devia, porque levou as minhas bolas de gude, as minhas pipas favoritas e matou os sonhos de menino que eu, inocente, me deixei sonhar. Passou como um vento forte e só não levou consigo o viço da minha pele, o brilho dos meus olhos e essa vontade danada de ser feliz, mas a idade? Ah, eu tenho a idade que você achar que eu mereço.

silvioafonso.










.

CRIS disse...

Bia...

Vez ou outra brinco de falar sério. Traga seus brinquedos também!...

Beijão, linda.

Cris disse...

Comos não és um queijo, poeta, tua idade não tem a mínima importância.
Falando agora muito sério: tens a idade do teu coração, lindo. Dia de festa amanhã, hein????

Beijo.

Yvonne disse...

Cris, vou viajar hoje e só retornarei ao mundo blogueiro na próxima quinta.
Beijocas carinhosas e até a volta.

Cris disse...

Boa viagem, linda. Curta muito o netinho fashion, tá bom?

Bj