16 de abril de 2008

O amor é brega


" Nada melhor, depois do amor, do que abrir uma lata de pêssegos em calda para comer com a mulher amada ".Wando



Sou do tempo que se namorava. Não se ficava. Nem se dava.Tempo dos beijos roubados, dos olhares furtivos , das mãos sorrateiras . Tempo dos amassos na matinê de domingo ,das despedidas sentidas e intermináveis e da visão triste dos jovens aprendizes de machos afastando-se cabisbaixos,expressão de dor no rosto, mãos pressionando os rins.Tempo de um romantismo orgásticamente exagerado, brega ,tempo do amor...



A maioria das pessoas detesta ser brega . A primeira idéia é de algo ultrapassado, um "estar mais por fora que umbigo de vedete" , um status "cafona" -palavra por si só muito brega . Como o tio da Sukita . Como sapatos mocassins.



Outras pessoas , curtem. É a estética da liberdade e do convívio . Esta "patota" entende que, mais que personificar um estilo kitsch de ser, o verdadeiro brega - aquele de carteirinha - tem que ter lá seu orgulho libertador ,o "tô nem aí " pra moda , pro novo, o "foda-se" explícito às convenções , às discreções. O genuinamente brega possui um sentimento ufano de encontra-se consigo dentro e fora do tempo presente , tem sorriso profano nos lábios, tem atitude.Principalmente nas coisas do amor .



Qual mulher não se lembra daquele cara desbragadamente brega , romântico e sedutor, que passou pela sua vida deixando rastros de ternura e felicidade só equiparados ao mesmo número de constragimentos vividos também ao seu lado? . Qual outro tipo humano sai bêbado e chorando de uma festa agarrado a dois pobres amigos gritando teu nome pelas ruas : -"Dorotíííí,meu amor...voltaaaa!!! " ? , ou é dono daquele olhar comprido,lânguido, pidão -" és minha, somente minha, meu anjo " ! ,ou ainda, feito adolescente ,oscula o indicador ,assopra ,aponta você e profetiza olhando bem nos seus olhos: -"Princesa"!!!!



Mais que um grande amante , o brega é um grande validador das nossas atitudes, tudo ele acha lindo : das varizes às estrias , dos culotes às joanetes , dos barracos em praça pública ao ciúme injustificado ,desde que tudo parta do amor da vida dele , da sua princesa - seja ela manca, caolha ou religiosa.



O brega sempre vai lembrar de tí e querer te agradar : saquinho de bala jujuba , vinil do Fábio Jr ou Odair José ,Erasmo Carlos ("Mulher" ), cd do Timóteo ou DVD dos melhores momentos de Wando ( isso se ele não te comprar calcinhas para ainda levar nas poucas aparições do cantor erótico) .



Namorar um brega pelo menos uma vez na vida é essencial.Equilibra, aumenta nossa auto estima, melhora a pele e o humor. Um só incoveniente? Em doses constantes pode provocar diabetes.



Ficaram com vontade de amar um brega? Ótimo! Pedir é a melhor maneira de merecer !




E os homens , já amaram alguma linda e brega?

41 comentários:

Renata disse...

uhauahuahauhauhau
eu já tive um brega!

Cris disse...

E aí, Re? Tudo de bom um bregamor?

rsrs

beijão

ery roberto disse...

Ah! minha linda, teve uma que me mandava rosas, embrulhava presentes com embalagens decoradas por calcinhas vermelhas, era fã de Manolo Otero e Julio Iglésias, adorava o Roberto Carlos da primeira encarnação, aquele da fase romântica, e apesar de todo progresso e visível dinâmica dos padrões dizia que a virgindade - não fosse minha - seria de mais ninguém. Uma linda normalista, como cantava Nelson Gonçalves, com um rostinho encantador. Sinto que até hoje ela pensa em mim e me imagina cantando: "Eu vou tirar você desse lugar..."

Jonice disse...

Uma breguice esporádica e um romantismo eterno me apetecem enourmously... :)

Ê texto bão, sô! rsrsrsrsrsrs

Bacci, bela!

Regina Ramão disse...

Oi, guria!

A brega nos meus relacionamentos sempre fui eu. Gosto do Roberto Carlos, Bee Gees, Moacir Franco, Dalto, etc. Na verdade eu gosto de quase tudo: pipoca, arroz de leite, bata indiana, disco de vinil, poemas do Neruda e do Vinícius, etc. Só não gosto de maçã do amor e algodão-doce.

Lembro de um cara que me esperava no portão da escola e levava flor roubada dos jardins que encontrava pelo caminho, que saudades... das flores.

Estou escrevendo este comentário e sintonizada na rádio Nostalgia do 'cotonetes', aquele site de música português, e agora começou a tocar a música EU TE DAREI O CÉU, do RC. Somos brega tipo exportação, ou seja, chique no úrtimo.

Beijo
Boa semana

Re

Cris disse...

Rsrsrs..Ótima, Ery..rssrsr

Romantismo sem frescura nem medo de ser feliz..fala sério: Vez ou outro não dá um "bão" no coração?
E viva o Bregamor! Viva Odair José!

Bj

Cacá BH disse...

eu já namorei um brega coitadinho...
eu trucidava o menino... acho que eu não sou muito ligada à breguice não....
mas até que eu eu gosto de umas baranguices de leve no namoro....
hehehehe
beijos

Lino disse...

Acho que o amor não tem rótulos, não. Ou se ama ou não. E não importa quem.

cris disse...

Joca, fiquei imaginando um cara brega ( tipo Jece Valadão , por exemplo )dizendo : "Tú,gossstosa, me apetece enourmously"! . Como seria?

Bj.

Cris disse...

Querida Re (2) aquí nesta caixa:

Adorei teu insight: " -Tenho saudades...das flores." rsrsrs
Bom quando se desencana, né? ( Dá a receita? rsrsr ) .
Voltando...Nostalgia dos cotonetes dos portugas..." Giríssimo!"

beijão.

Cris disse...

Cacá, Cacá!!!!

Cuidado com as maldades no amor!! Mesmo nesse departamento, aquí se faz e aquí se paga, ouviste???
Tenho credores espalhados até!!!

beijaço.

Cris disse...

Lino...

Pronto, falaste tudo e com sabedoria...e o melhor, sem brincadeira com o amor. ( raro, viu, amigo ? )

Grande beijo procê.

Claudia Pit disse...

Oi Cris, sumi porque fui pega por uma gripe fortissima que me deixou uma semana de molho na cama... Mas cá estou, me recuperando e matando a saudades!

em relação ao teu post, muitas vezes me acho uma "brega" assumida ....kkkkk.
Bons tempos em que tudo começava com um olhar e só depois de um bom tempo vinha o primeiro beijo.... Não sou tão velha assim, mas as vezes creio que nasci em época errada...rsrs

Bjs
Cláudia

Cris disse...

rsrsrs.. Infelizmente nascí na época certa, Claudinha, sou mesmo "velha assim"..rsrsrsr

Beijão e cuida da saúde.

R.C disse...

Acredito necessaria a desestruturacao e reestruturacao de todas as definicoes romanticas, aparentemente moldadas de modo a fazer do sexo algo inevitavelmente ligado ao desagrado, com conceitos patriarcais machonicos que motivam o desgosto de relacionamentos afetivos. Utopias sem fundo, as quais desejamos mesmo sabendo serem completamente impossiveis e ate mesmo absurdas, ora nossivas. Acredito que o romance precisa mudar de alma, Cris.

bjx

RF

Cris disse...

Supimpa teu comentário, Royzito!. Algo assim inebriante, avassalador...

ósculos mil!!!

Lu disse...

Oi Cris, tudo bem ???
OLha eu aqui , sua coléga de augúrio .. opsss errrr profissão.
E olha só que curioso, até o final do ano passado eu mantinha meu blog que se chamava ??? A Fina Flor do brega, o melhor do pior ... menina, morro de saudades e adorei seu post !
Não que eu tenha saído do lado negro da força, digo, do brega, mas tinha mais como me dedicar.
Uma pena ... fico aqui saudosa do rei cantando Cavalgada ... ahhh o Rei !
O amor é brega mesmo ... mas melhor o amor, do que uma dor de cotovelo amarrada numa típoía de filó pink, né ?
Adorei aqui, voltarei sempre !
beijos !

Loba disse...

Crisssss!!!!! Eu fico a maior brega quando tou amando, sabia? rs... E não tou nem aí! Acho que a gente é o momento que vive. E sou pelo que disse Pessoa, em minha livre adaptação: amor, amor mesmo, é ridiculo até não poder mais. Mas quem ama adora ser o mais ridículo possível!!! rs...
Adorei ler seu texto. Aliás, ando adorando este jeito delicioso de cronica (inventei mais esta? rs...)
Beijãozão

Jonice disse...

Ahhhhhhh nãooooo!
Jece Valadão nããããão!

L
.o
..L

L
.o
..L

Cris disse...

Lu...
Que bom ter vc aquí. Nós temos no Falcão nosso colega e representante- mor do brega -esculacho, não?

Volta mesmo

Bj

Cris disse...

professora Loba..

Alguém como vc elogiar o texto é mesmo um puta elogio!Thanks.
Também amo com desbragadabreguisse ( novo trava-língua )..sucede que sou amada com desbragadasemsemvergonhisse...

beijão, linda.

Cris disse...

Joquita...YESSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!;)

Jens disse...

Oi Cris.
Gostei do comentário do Roy. Não entendi nada mas gostei. Me pareceu uma observação de macho.
Eu, como bagual dos bons, não sou brega. Uma vez teve um show do Wando aqui na capital dos gaúchos e nós organizamos a união das gangues mais porradas da cidade para dar uma coça no pilantra que veio fazer nenhenhém pras nossas chinocas. Ele conseguiu nos enganar. Fugiu vestido de prenda num camburão da mui leal e valorosa Brigada Militar (que neste caso pisou na bola).
***
Ah sim, eu não sou brega mas gosto de mulher brega,
***
Um beijo.

Jens disse...

PS.: li no post inaugural que você pretende reunir aqui "Gente de personalidade , cabeças voltadas para o prazer da reflexão inteligente acerca dos sentimentos (des)humanos".
Reflexão inteligente? Hummm... acho que isto me exclui, né? Hehehe...
Bj.

Cris disse...

Querido Jens, amor eterno e sempre bagual...

Também gostei do comentário do jovem ( entendí muito pouco também ). É que ele anda com a cabeça (pensante ) no próximo porteiro.

"Nóis goza mas nóis ama ele não é messs???"

Quanto ao Wando (Wandeca para os Erasmos ) : Estás despeitado pelas chinocas coxudas ou pela valente brigada militar?
Explica isso direito!

pra acabar:
Nada teu exclui ou exagera...

Beijo.

Ricardo Rayol disse...

eu nunca tive uma brega na minha vida. Mas do resto de tudo um pouco ahahaha.

Obrigado pela visita.

Cris disse...

Oi, Ricardo.
Bom tê-lo aquí . Quem sabe desse tudo um pouco ainda falte um bregamor? rsrs .

Abração.

Lola disse...

Oi, Cris, tô viva, só muito ocupada e sem tempo de entrar na net... Mas, quero voltar aqui para ler sua postagem com calma, assim que gosto de passar por aqui!!!
Adoro suas visitas, me deixa feliz...
Obrigada...
Beijo, enorrmmmeee...

ery roberto disse...

Cris, adorei teu comentário no meu post "Ovelha Negra". Além do raro humor para a "tirada" do Jens, construíste uma frase que tive que anexar ao texto. Está lá, em Upadate. Beijão e obrigado pela visita.

Cris disse...

Lola queridissíssima...

Fico feliz que não tenhas tido tempo pra net... Gosto de tí.

Outro beijão. Viu só que bate bola lá no teu blog sobre as madeiras? Adorei!

Cris disse...

Ery..

Como dizem os portugas: " Mimas-me muito!.

2 Beijos .

shark disse...

Essa do brega acho que não corre pela minha Pátria Lusitana (talvez o equivalente seja "pinga-amor"), mas arrepiam-me as coincidências nesse retrato com o de um gajo que eu conheço bem...
E já me tocou uma brega. Foi intenso e fugaz.

Cris disse...

rsrsr Ah! Sharkito ...

Intenso e fugaz..Gostaste mais do intenso ou do fugaz? rsrsr..

Beijo, querido.

Osc@r Luiz disse...

Nossa, que confissionário aqui...
Então vou entrar na onda e me confessar também: sim, claro que uma brega já passou pela minha vida. Mas sabe de uma coisa? Até que valeu a pena. São experiências. Se não tivesse passado eu nunca saberia como é... :P
Alô Kelly, se você ler isso sei que vai se identificar, mas não fica brava não, tá? Já deve estar conformada mesmo. Afinal ser brega não é o fim do mundo!
Cris, querida, feitas as deivdas correções de links e afins, agradeço o adjetivo que usou pra me qualificar. Embora uma tal da preguiça esteja prejudicando muito o meu lado dinâmico.
Este blog está inspiradíssimo e dentro de um contexto irônico nos leva a algumas reflexões necessárias.
Muito boa sorte pra você aqui, porque o que eu vi até agora não tem como não ser um sucesso.
Um beijão e um bom feriado!

Cris disse...

Oi, Oscar...

Então aproveita a preguiça pra descansar, lindo.. Acho que mereces!

Bjão.

QuincasB disse...

wando é o chico buarque de países baixos

Cris disse...

rsrsrsr.. Acho que vou alterar teu pseudônimo daquí, Quincas..ou complementá-lo.

Bj

shark disse...

Gostei mais do intenso. Tanto que até lamentei ter sido fugaz...
:-)

jorginho da hora disse...

Acho que quando nos apaixonamos ficamos meio brega, uns mais outros menos. Não sou do tipo meloso, cheio de frases açucaradas, mas também tenho meus momentos.

Cris disse...

Shark..

És o portuga maroto mais maroto que conheço, sabia? E não adianta disfarçar...estou falando contigo!

Bj

Cris disse...

Tipo..."Os brutos também amam" , Jorginho???

rsrsr.

bj