10 de agosto de 2008

Postigo



Essa não é uma homenagem para o Dia dos pais e sim para o pós Dia dos pais. Vocês, em cada fase da minha vida, me redesenharam .
25 anos separa cada geração .Ou une , nas diferenças. Quero deixar claro e patente que é cada vez mais prazeroso ouvir e ver vocês juntos. O velho pai que também é sogro e avô, o ex marido que também é amigo e grande pai, e o filho - por enquanto apenas ele mesmo , iniciando uma nova família .
Tenho muita sorte.

"A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas..."

O tempo, Mário Quintana

Excelente semana, pessoal.

29 comentários:

adelaide amorim disse...

Encontrar Homens com H na vida faz toda a diferença, Cris. Também acho. Também tive muita sorte. Parabéns pra você por eles, e parabéns pra eles pelo dia.
Beijo beijo.

Jonice disse...

Et voilá les trois hommes de ta vie!

Have a great week, dearest!

Beijo


PS: só porque 'cê gostou da "diarista"... rsrsrsrs

Florescer disse...

Nossa!
primeria vez que venho aqui e encontro essa manifestação de felicidade com a vida. Sim, pois reconhecer a importância do outro é um estado de felicidade.
Um abraço
Jacinta

CRIS disse...

Faz toda diferença sim, Adelaide, mesmo. A cada encontro nos modificamos ( para melhor ou pior, não é? )rsrsr

beijão de ótima semana.

CRIS disse...

Sabes e conheçe-os bem, não Joquita? Esses tres ( verdadeiras trees rsrsr ) homens da minha vida são... os tres homens da minha vida eternamente ( mesmo que já tenham outras vidas longe da minha ).

beijoca, viu, malandrinha???;)

CRIS disse...

Jacinta...

Prazer enorme em te receber. Já lí vários comentários teus com uma sensibilidade que adorei ( aquela sem frescura, sabe?). Você é a responsável pelo "apelido" da Dora aquí, e vou te visitar mais tarde para pensar em um pra você.

Obrigada pelo carinho.
Abração.

Dora disse...

Você disse: "Tenho muita sorte". Eu ia dizer isso a você!!!
Três gerações de homens você possui.
Quer dizer..."possuir" no sentido de pertencer, fazer parte, participar.
Parabéns aos três e um abraço grande para você!!!
Já me "descobri" na sua lista de links. Oba!
Menina, maior inveja(tenho mesmo!) da sua criatividade!! rs
Dora

CRIS disse...

Dora...

Descobrí, Dora, e não faz muito tempo, que as coisas só serão mais fáceis ,e com chance de felicidade,quando cada encontro tiver a dimensão exata do próprio encontro, por exemplo : nenhum desses 3 homens têm condições de ser meu melhor amigo. Um é pai , outro ex companheiro( daí a ser confidente é um pouco de exagero ) e o outro filho - o amor maior. Quando a expectativaou a necessidade se mistura à realidade é que o bicho tende a pegar...
Eu os vejo como são e porisso a felicidade em "tê-los".

beijão, linda.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.



Gritei, mas não ouvi o eco da minha voz.

https://www.blogger.com/comment.g?blogID=8128488739527107398&postID=7793583133461411556

Foi neste endereço que eu berrei para que os surdos me ouvissem.

silvioafonso






.

CRIS disse...

Oi, poeta...

Dengoso que só ele...
Eu tinha te respondido , senão aquí , sob a lona. Vá lá se te apetecer, lá onde escutei teus gritos, embora saiba que eles não são para mim.

Lola disse...

Oi, mocinha,
Nem deu tempo de ler tua postagem, pode deixar, volto para ler...
Vim avisar que realizei seu pedido,rss...
Beijos, linda!

CRIS disse...

Lola,

Que bacana teu serviço de utilidade pública. Fiquei toda feliz e grata pela tua generosidade em atender minha sugestão e ao mesmo tempo partilhar o que você pesquisou.
Você é linda também por dentro, garota.

beijão.

Grace Olsson disse...

AMIGA,SEI QUE TENS TANTOS AMIG0S, DÁ UMA OLHADINHA LÁ EM MEU POSTE DIVULGUE O CASO DA FLÁVIA.BEIJOS E DIAS FELIZES


NÃO GOSSTO DE FALAR DO DIA DOSPAIS.

LindaRê disse...

Disse muito em poucas palavras.

Bjs~~

Ricardo Rayol disse...

boa semana !

Ricarda Caiafa disse...

oi... ah, que lindo o texto... família é sempre bom....
adoro esse poema do mário quintana....
grande beijo!!!

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.


Descubra-se no amor, mas tenha consciência de dizer ao médico que não se trata de um ataque epiléptico mesmo que os sintomas sejam os mesmos porque eles serão tratados de maneira diferente. Um pela química medicinal e o outro com o companheirismo, fidelidade, carinho, abnegação e a presença do vírus maior, o feiticeiro dos olhos de mel. O resto, basta ler a bula que o Palhaço Poeta deixou no início de sua página e ser feliz é a ordem.

silvioafonso.




.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.



É verdade, os textos estão sumidos.
Eu tenho o péssimo hábito de escrever direto nas páginas, sem cópias, sem rascunho, e se eu não vejo o que escrevi publicado, fico pensando que não venci o crivo das exigências e por isso o que eu falei não teria vingado. Neste caso, específico, eu lembro o tema que abordei, mas que não aparece na sua tela com ou sem os seus comentários, assim como tenho certeza que você puxaria as minhas orelhas, mas deletar o meu trabalho, você não faria. Acho que isto é um sinal de que eu estou ardendo de sede enquanto busco por água fresca nesta nascente. Acho, também, que eu preciso dar um tempo e deixar o espaço para os novatos ou cautelosos que sabem qual é a hora de subir e de descer deste palco.

silvioafonso





.

CRIS disse...

Oi, Grace...

Vou te visitar já já ( só preciso jantar rsrsr ).

beijão.

CRIS disse...

oi, Lindinha Rê...

As vezes consigo . Pudia ser sempre. Beijão, querida.

CRIS disse...

Thanks, Rayol, o enigmático indignatus...Desculpe, após 4 aulas depois de um dia de trabalho, só essas combinações infames mesmo...

Beijo, lindo.

CRIS disse...

Ricarda..

Família são as árvores onde coloco minhas redes para descansar os sentimentos,Linda.

Beijão.

CRIS disse...

Já te respondí lá embaixo, poeta . Não, não se vá, por favor...
Larga mal de frescura, poeta, Sabes que gosto da tua presença aquí, e mesmo se não gostasse , adiantaria? rsrsr

beijo. Sem Cris es, porfavor, lindo.Os comentários estão voltando.

Tânia Defensora disse...

Oi Cris!
O tempo é bem isso que descreveu Mário Quintana...
Se eu pudesse também não olharia para o relógio.
Um abraço querida.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.



Fico todo arrepiado quando eu passo naquela encruzilhada. Porque é lá, que um ou outro texto é abduzido para o além. Coisa alguma me disse tudo, mas nada explicou coisa qualquer. Um comentário foi excluído. De quem teria sido esta falta de sorte? Ele foi exorcizado, deve ter sido xingado e finalmente deletado, espero que não tenha sido o meu. Do que tratava o mal dito? Sobre o quê tratava este azarado que não teve a sorte de com melhores olhos ter sido lido? Eu, hein... Não quero nem saber. Não sendo o meu tudo pode acontecer até ser mal interpretado e também ignorado pelo caseiro desavisado e de mau humor.

silvioafonso







.

CRIS disse...

Oi, Tânia...

Fico mesmo feliz quando você aparece. O importante é tentar trazer o tempo à nosso favor, não é? rsrsr profundo isso. Muitas não conseguem.

Beijo, linda.

CRIS disse...

rsrsr.Oi, poeta...

Tenha medo do além não.Só dos vivos - que já se foram.

Hoje vou é te dar razão e achei muita graça ( de novo ) na tua arte: nada explicou coisa qualquer? É o normal de acontecer, lindo.

Esquenta não.

http://prosaeverso.nafoto.net disse...

.


Não falei dos que morreram ou da minha covardia. Eu disse que temia ser abduzido deste espaço e é claro, lamentei o que aconteceu com alguém, cujo nome eu não fiquei sabendo. Alguém falou o que não devia e você o levou à masmorra. Encarcerou, julgou e matou o texto dele sem deixar que uma lápide fosse escrita e colocada no local em que tombou sem vida.

silvioafonso




.

CRIS disse...

rsrsrsrsr ai, poeta, só rindo ( trocadilhado sim ) com você. Você hoje me despressurizou, sabia? Te devo o riso de hoje. Verdade.

beijão.